Trabalhar fora ou trabalhar em casa?



A Babi anda muito apegada a mim, só quer ficar no meu colo... e quando alguém que ela não está acostumada, e não reconhece a voz, ela faz bico...
E fico preocupa com ela, vou voltar a trabalhar em Agosto, e fico com o coração na mão em pensar nisso. Antes eu e meu marido David estavamos pensando em eu talvez não voltar a trabalhar, (eu trabalho com meu pai), e meu marido vai prestar um concurso melhor, e assim eu poderia ficar meu tempo todo com minha pequena. E eu poderia fazer alguma coisa pra vender, já que adoro artesanato, ou mesmo cuidar apenas do nosso canil, e viver disso.
Mesmo sabendo que ela ficará em boas mãos, ela ficará 3 dias da semana com minha mãe e 2 dias com minha madrasta, boadrasta, hehe!. Mais só de pensar que vou perder tanta coisa dela, vou perder a primeira palavrinha, a primeira engatinhada, o primeiro passinho... Sei que será difícil eu decidir o que fazer... mais ficar sem trabalhar eu não fico, nem que seja em casa.
Mais o que estava querendo mesmo era fazer um curso de fotografia e trabalhar com isso.
E tem mais um coisa, meu pai pedir pra eu voltar a estudar, porque eu fiz até o 4º ano de direito, e não quis mais terminar, mais agora se eu for voltar a estudar, terá que ser outra coisa, e o principal é que tem que ser á distância, porque quando eu realmente voltar a trabalhar, eu acordarei as 04:30hs e saio do trabalho as 16:30hs, e se não for curso á distância ficará difícil, porque como vou dormir, acordando muito cedo, depois ir pra faculdade e o pior é que não terei tempo com minha princesa.
E todos os cursos que quero fazer não tem á distância... para minha decepção... vou ver o que vou fazer a respeito. Mais ficar sem estudar e sem trabalhar eu não quero. Porque como disse a um post antigo, gosto de ter meu dinheiro, mesmo tendo aquela história, que depois que se casa, tudo é dos dois... mais eu quero ter o meu dinheiro.
E sei que quando eu voltar a trabalhar eu e ela sofreremos, eu muito mais que ela... ficarei ligando toda hora pra minha mãe e pra minha boadrasta.
Vamos ver no que eu decido...




Coisas usadas



Bom, agora vou falar sobre aquele assunto que merecia um post só para ele, que eu disse no post anterior.
Minha mãe a algumas semanas conheceu uma moça grávida num ponto de onibus, onde minha mãe começou a conversar com ela e a moça começou a contar sua história pra ela.
A moça estava grávida de 7 meses de um menininho e ela já tem uma menininha de 4 aninhos, e o marido não está muito feliz com a chegada do novo bebê. E o mais interessante, foi que a tal moça grávida tinha descoberto a gravidez uma duas semanas antes do encontro com minha mãe no ponto.
A moça foi conversando com minha mãe e logo pegaram uma certa amizade, e a moça contou uma coisa que preocupou a minha mãe e a mim, ela disse que o bebê estava com o cordão com 4 voltas enrolado no pescoçinho do pequeno. E por esse motivo teriam que tiram o bebê numa cesárea antes do tempo. E tinha mais um problema, e esse sim me deixou pensando nessa moça e no seu bebê, noites e noites, e ela estava sempre nas minhas orações, esse outro problema é que o bebê tem um problema no coraçãozinho e logo depois do nascimento teria de ser operado.
E a cesárea estava marcada pra próxima semana...
Separei umas roupas da Babi (sem ser cor de menina) e mandei pra minha mãe pra levar pra ela, já que ela mora pertinho da minha mãe. Minha mãe       foi levar achando que o bebê tinha nascido já.
A tal moça ficou muito feliz em ver minha mãe, e a menininha de 4 aninhos era a coisa mais linda, com os olhos grandes e azuis. Minha mãe ficou encantada com a pequena Isabella.
E a moça foi contando pra minha mãe que a cesárea não foi realizada pelo fato de o cordão estar com 2 voltas agora, e assim, não corria tanto risco, e então o bebê irá nascer no período certo, mais mesmo assim, depois do nascimento fará a cirurgia no coraçãozinho.
Vou separando as roupas da Babi que não servem mais, que dê para o menininho usar, e as roupinhas cor de rosa, as roupinhas de menininha,hehe, guardo para uma amiga da minha prima, que espera uma menininha. Eu não ligo de dar as coisas que não servem mais da Babi, mesmo eu sendo "apegada" as coisas, eu só guardo a 1ª roupinha que ela usou e a saída da maternidade, o resto dou tudo...  E também não ligo de ganhar coisas usadas, uso dentro de casa, não ligo, já para passear ou quando vai receber visitas, coloco as roupas mais bonitas e novas.
Porque sabemos que os bebês crescem muito rápido e acabam perdendo as roupas e sapatinhos.
Eu tenho que olhar toda semana no guarda roupa dela, porque eu guardo em umas determinadas gavetas, as roupas maiores, que ainda não servem, tenho que olhar sempre, para não acontecer o que aconteceu semana passada, coloquei um macação de algodão, que ela ganhou de uma tia minha, pela primeira vez, e adivinhem... Estava certinho, quase ficando apertado nos pés. Fiquei assustada e logo pensei, tenho que ficar atenta pra ela não perder coisas sem usar.
E sobre ganhar coisas usadas, acho o máximo, mais tem que estar em boas condições de uso. Ganhei a banheira da Burigotto rosa, o bebê conforto também da Burigotto, e algumas peças de roupas da minha prima. E algumas roupinhas de uma amiga de trabalho, que ela pega com a irmã que tem uma menininha um 1 mês mais velha que a Babi. Já o carrinho eu fiz questão de querer um novinho, do meu gosto.
E pra finalizar... como minha mãe diz... Dar as coisas, dá espaço para coisas novas!!! E isso realmente acontece comigo, a Babi ganha coisa toda semana, quando não sou eu que compro, ela ganha da família... ADORAMOS!!!
Obs: Uma coisa boa pra se guardar é o sapatinho, para mandar banhar em ouro, fica o máximo!!! Isso eu farei... =)



Chororô de Babi

Nossa, ontem a Babi chorou o dia todo, e quando conseguia fazer ela dormir colocava ela no carrinho, dava 10 minutinhos a bichinha acordava, para meu desespero. Já não sabia o que fazer, olhava a fralda toda hora e trocava, cobria ela com o cobertor, talvez fosse frio, dava peito e ela não mamava. Eram as cólicas safadas que vem só pra judiar de nossos bebês. Ela chorava tanto que chegava a ficar roxa, e sem falar nas lágriminhas nos olhos. Não aguentei e chorei junto, chorei porque não conseguia tirar a dor dela e outra porque estava cansada também.
Logo lembrei de outra coisa, as dores dela vinham porque ela estava 3 dias sem fazer coco... quase toda semana isso anda acontecendo, mais uma vez perguntando para a Dr. Daniela a pediatra da Babi, ela disse que é normal ficar até 7 dias, puxa vida... imagino o desconforto que ela estava. E ela fez coco duas vezes uma em seguida da outra, assim ela ficou mais tranquila, tadinha! E no comecinho do mês agora, ela terá consulta, e vamos ver quanto ela está pesando, e medindo. Porque já estou sentindo que a bichinha tá pesada, meu braço fica doendo, hehe, e sei que isso é só o começo... E sobre o tamanho, ela está bem grandinha, e está perdendo várias roupinhas, para meu desespero entre "", como digo em um post antigo meu, que confesso ter medo dela crescer, e não poder mais protege-la do mundo... mesmo sabendo que isso é quase impossível, no mundo em que vivemos hoje.
E é engraçado, como a gente muda pra valer, depois que viramos mamães...
Eu mudei bastante em questão de ver as crianças de outra forma, antes as via como apenas crianças, mais hoje não, hoje eu as vejo com carinho no olhar, e me importo com elas, e logo quero conversar com elas.
Ia começar a falar sobre um assunto que muito me importa no momento, mais vou deixar para o próximo post.
Há... hoje a Babi acordou mais tranquila, graças a Deus, e está dormindo feito um anjinho, e tô esperando ela acordar para eu dar banho nela, porque gosto de dar banho sempre no mesmo horário, (quando dá). Gosto de dar no horário entre 10:30hs a 11:30hs. Gosto de ter uma rotina com a  Babi, assim ela acostuma...



Livro muito interessante

Quando estava grávida, meu marido me falou de um livro super interessante para mamães. Logo me interessei e fui atrás.
Confesso que ainda não terminei de ler, porque quando tenho algum tempinho livre nunca lembro do livro maravilhoso.
O livro é de Tracy Hogg ; A encantadora de bebês, e confesso que é MUITO legal... e nos da uma ajuda boa e certos puxões de orelha também, hehe!!!
Vale a pena conferir... super recomendo!!!



Meus irmãos


Sou filha de pais separados. Eles separaram quando eu tinha 1 aninho. Tenho 3 irmãos, André, Adriano e Phillip, sou a caçula por parte de mãe...e tenho 1 irmã, Beatriz, por parte de pai, mais nova que eu.
Adoro esse negócio de família grande, minha mãe tem 10 irmãos, aí já imagina... os tios e tias casam e a família vai só aumentando, aí tem uma par de primos, que também casam e a família aumenta mais e mais...
Minha família, digo "parentes" é bem unida. Uma reuniãozinha, vira logo uma festa com tanta gente assim. Hehehe.
E a família por parte do meu pai, é mais distante, quase não nos vemos, tenho 2 tias e 1 tio. Nos vemos mais em casamentos, e as vezes nas festas de fim de ano. Mais tudo isso porque eles moram longe.
Agora da minha família, não parentes, mais minha família mesmo. Meus irmãos estão doidinhos com a sobrinha nova, já que temos apenas 1 sobrinho que já está com 12 anos. E agora com uma menininha estão todos marmanjos babando. Eles ficam loucos com ela... hehe, e eu adoro ve-los assim empolgados com minha filha.
Tenho mais intimidade, mais amizade, com meu irmão Phillip, acredito que seja pelo fato de crescer com ele, já que na separação dos meus pais, os dois filhos mais velhos foram morar com meu pai, e os dois mais novos com minha mãe. Esse meu irmão Phillip é um tio corujão mesmo, fica babando em cima dela, e faz uns barulhinhos engraçados pra ela, hehe.
Sou doida pelos meus irmãos....

Meu irmão mais velho André e minha cunhada Luciane



Esse é meu irmão Adriano

Esse é meu irmão Phillip

Essa é minha irmã Beatriz



Gripe chata...sai fora!!!

Estamos todos aqui em casa com gripe. Eu não ficava doente fazia tempos... mais agora... lascou!!!
Até minha pequena que pegou de mim, e fico morrendo de dó dela ficar tussindo, espirrando, e com o narizinho escorrendo e entupido.
Tenho que ficar pingando rinosoro toda hora... mais ainda bem que ela é muito boazinha, quase nem reclama. E graças a Deus ela não está com febre.
Mais enquanto eu não sarar ela não sara... tadinha da minha borboletinha!!!



Uhuuu, selinho!!!

Ganhei esse da Daia também...
Vou oferecer esse para todas blogueiras do post anterior...



Ai que selinho fofo...

Ganhei mais um selinho lindinho da Daia querida, do blog http://anjodavi.blogspot.com/
Obrigada, Daia... bj


A regrinha é beeeem simples, apenas indicar 10 blogueiras...

http://virei-mamae.blogspot.com/

http://maedeprimeiraviagemsara.blogspot.com/

Mais um selinho...

Mais um selinho fofissímo que ganhei da florzinha Daia do blog http://anjodavi.blogspot.com/ 

E blog dela é lindinho... e o pequeno príncipe dela é o Davi Miguel que é uma coisinha de louco...
Super recomendo o blog dela... bj flor...
As regrinhas são... falar sobre o blog da pessoa que mandou, falar 7 coisas que gosta de fazer com o filhote e indicar 7 blogs...

Tá aí o lindo selinho...


E as 7 coisinhas que adoro fazer com minha gatinha são:

1- Rir com ela,
2- Passear no shopping,
3- Amo amamentar,
4- Adoro tirar fotos junto com ela,
5- Ir na casa da minha mãe,
6- Ouvir música,
7- Fazer com que ela acostume com o sling.

E as 7 blogueiras queridas:

Selinho... A-DO-RO

Ganhei um selinho fofo da Glauh do blog http://glauhesofia.blogspot.com/
Obrigada florzinha!!!

Bom, a regrinha é... dizer 7 coisas sobre mim, e indicar 10 blogueiras fofas , mais indicarei só 9 porque estou na recostrução do blog...  ok, então vamos lá...
7 Coisitas sobre mim...
1- Sou ciumenta com minhas coisas e sou muito brava,
2- Sou filha de pais separados desde quando tinha 1 aninho =/
3- Tenho dois pais,
4- Amo ser mãe e sonhava com esse momento,
5- Amo música BOA,
6- Tenho a alma antiga, véia mesmo...hehe,
7- Adoro animais.

9 blogueiras fofas que super indico...

Bolsa de mulher ou de bebê?

 
 
Sobre o que levar na bolsa do bebê quando for passear,  fui aprendendo aos poucos sobre isso, hehe, na verdade a vida é assim mesmo, principalmente na vida de mãe.
Cada dia que passa a gente aprende mais um coisa sobre nossos bebês, ou sobre a valiosa vida da matenidade.
Quando eu era menina, via aquelas mamães nos shoppings, nos ônibus, nos supermercados, carregando duas bolsas, uma com as coisas do bebê e a outra com as coisas dela. MAIS PRA QUE DUAS BOLSAS? E eu logo pensava, comigo será diferente!!! Ou carrega uma bolsa de bebê grande, ou uma bolsa grande de mulher mesmo, para caber as coisas do bebê, como fraldas descartáveis, agora a quantidade depende de quanto tempo você ficará fora de casa, umas duas fraldas de pano, um paninho de boca, que são aqueles mais charmosos, duas trocas de roupa, pra quando a fralda não der conta, hehe, uma manta, lenços umidecidos, no meu caso eu levo um potinho com leite em pó e uma mamadeira e claro o sling. E na mesma bolsa coisas minhas, como carteira, celular, chaves, necessaire com maquiagem. Fica melhor do que carregar o bebê e várias bolsas!!!
Eu uso uma bolsa de mulher mesmo, aquelas grandes, cheias de repartições, cabe as coisas da Babi e também as minha coisas.
Eita, mulherada atrapalhada...hehe...
 

 

Ensaiando para o futuro



Estava pensando esses dias numa coisa bem interessante que é a pura verdade.
Nós mulheres desde a infância já ensaiavamos para sermos mães e donas de casa. Brincamos com nossas bonecas, ajudamos nossas mães com nossas vassourinhas e rodinhos, e ficavamos inventando nossos maridos e como eles seriam. Já os homens, brincam de carrinho e jogam bola, ensaiam suas vidas futuras. Pois é, e no futuro é bem assim mesmo, os homens não sonham em ter uma vida de casado, de pai, mais sim uma vida diferente, apenas de jogar bola com os amigos e dirigir seus carros.

Vidas diferentes, né?
Mais ainda bem que as mulheres hoje (no futuro) trabalham fora, ganham seu dinheiro, não dependem de homem nenhum. Nada contra quem é mãe 24h por dia, mais isso não é pra mim, posso até não voltar a trabalhar, quando a licença acabar, mais ficar sem ganhar meu dinheiro para minhas coisas, isso eu não fico de jeito nenhum. Nem que eu vá vender artesanato (que eu adoro), mais ficar dependendo do marido para comprar uma calcinha, não rola comigo!!!
E difícil mesmo é pensar em voltar a trabalhar e deixar essa coisinha de bochechas rosada. Penso que desse jeito vou perder tudo, quando ela falar a primeira palavrinha, os primeiros passinhos, as gracinhas todas, enfim, mais esse papo todo é para outro post, hehe.




O tempo passa, o tempo voa...

Meu sonho sempre foi ser mãe, e de menina...
E acho que está passando tão rápido, cada dia que passa vejo que a Babi está crescendo, e isso me deixa feliz e triste ao mesmo tempo. Feliz porque sei que daqui a pouco as gracinhas vão começar, na verdade ela já ri quando converso com ela, e isso é só o começo. E fico triste de saber que ela está crescendo e daqui a pouco está grandinha andando pela casa, e deixando de ser esse bebê pequeno que cabe nos meus braços certinho...

Sou tão boba em relação a isso... minha mãe e meu marido até dão risada da minha cara. Mais acredito que algumas de vocês entendem o que quero dizer. Fico falando aqui em casa, que queria que ela não crescesse, que ficasse bebê pra sempre (no bom sentido). Fico pensando que cada dia ela muda, e cresce mais e isso me assusta, não consigo explicar da forma correta, da forma que acontece na minha cabeça. Mais fico com medo, essa é a verdade...
Mais quero que ela cresça linda e saudável do jeito que ela está... e que Deus abençoe sempre a minha boneca de cabelos pretos...
Fico só imaginando quando ela estiver correndo descalça pela casa, cortando os cabelos das bonecas e depois se arrepender, tudo que eu fazia...
É como eu falo com minha mãe... que quero ter outro bebê logo, porque um bebê novinho é tão gostoso. Mais logo minha mãe faz eu voltar para a realidade, dizendo pra eu nem pensar nisso. Que eu tenho que curtir a Babi e dar tudo do melhor pra ela, e não pensar em ter outro bebê. Ixxxi, isso acredito que será difícil porque estou adorando esse universo materno, e posso até demorar alguns anos pra ter outro bebê, mais claro que quero mais um. Quando era menina eu pensava em ter 3 filhos, e ainda queria escolher, coisa de menina, eram 2 meninos e 1 menina. E já hoje eu tenho vontade de ter bem mais que isso, só pra curtir os bebês que é maravilhoso. Mais isso fica só na minha fantasia, porque como esse mundo anda é loucura colocar um monte de filhos nesse mundo cão. Mais se eu pudesse eu teria uma par de bebês mesmo, mas as coisas não são tão simples assim. Mais um dia desses quem sabe eu tenha mais um bebê... mais não agora, porque quero curtir e mimar bastante minha pequena princesa... que muda e cresce a cada dia.

Cólicas... meu terror!!!

Meninas do céu... quero falar hoje sobre cólicas do bebê.
O que é isso? Pelo amor de Deus, eita negócinho danado pra judiar de nossas crias, né?
As cólicas da Babi começaram a pouco tempo, e estão me deixando de cabelo em pé.
As danadas das dores sempre vem no mesmo horário, depois do meio dia, até umas 17h, ou seja a tarde INTEIRINHA!!! Isso tudo dando umas pausas rápidas de uns 10 minutinhos, porque ela consegue dormir, e dali a pouco vem as dores de novo e acaba acordando a guria. E isso esmaga meu coração.
Mais ontem as dores duraram umas 2 horinhas, e achei estranho, mais achei foi bom.
E hoje as dores vieram atrasada, jurava que as cólicas não viriam hoje... ALOCA, né? Engano meu... vieram mais tarde, e consegui fazer ela dormir depois de um chororô lascado.
Eu agradecia que as dores dela não viam anoite, como a maioria dos bebês, vamos ver como será hoje, já que as tais cólicas vieram mais tarde. Estou na torcida!!!


Em uma das consultas com a pediatra Dr. Daniela, perguntei antes das cólicas aparecerem na vida da minha pequena, se tinha haver das cólicas estarem relacionadas com a alimentação da mamãe? E se tinha algum alimento que eu NÃO poderia consumir. Ela me respondeu que eu poderia consumir TODOS alimentos, apenas não poderia usar drogas e consumir bebidas alcóolicas.
Achei estranho, já que durante a gravidez uma amiga querida Kate, com quem eu tirei várias dúvidas sobre a gravidez e também sobre a maternidade, já que ela tem uma pequena de 1 aninho. Ela me dizia que eu não poderia comer isso, comer aquilo, porque causava cólicas no bebê. Fiquei assustadissíma e preocupada e logo pensei... Como vou ficar sem comer chocolates? Bateu o desespero, já que eu ia ter a Babi bem na época de Páscoa.
Voltando o que a Dr. Dani disse, ela falou que eu evitando ou não alimentos que "dizem" causar as dores, ela teria as cólicas. E que não era pra dar NADA!!! Como, nada? Tá,ok... então é o seguinte, vou deixar minha filha se esguelar, até ficar roxa e com falta de ar, por causa da cólica? Eu sempre pensei em não dar chá nenhum antes dos 6 meses, e ainda continuo com a mesma idéia. Mais eu dou Luftal, 4 gotinhas, ou Funchicórea, porque não vou deixar minha filha sofrendo.
Podem até me condenar por isso, mais todas as mamães recentes que eu conheço fizeram ou fazem isso.
E o que eu tenho feito também, é tomar um copaço de chá de erva doce, ou camomila, antes de dar a próxima mamada. As fraldas quentes na barriguinha, não deram certo comigo, uma coisa que eu acredito que tenha dado certo comigo, é deita-la nas minhas pernas de barriga pra baixo, ou deitada sobre minha barriga.
Cada mamãe descobre seu jeito de acalmar seu bebê, e eu ainda estou descobrindo as manhas...

Que tal uma musiquinha pra relaxar?



Eu sou viciada em música, e passei a gravidez toda colocando música pra minha pequena ouvir e cantava muito pra ela, rs!!!
E sempre coloca música pra ela na hora do banho, nas trocas de fraldas (na maioria das vezes), na shantala, que ela adora e também para nina-la... e ela fica bem calminha...

Adoramos música de reiki e vivi uma grande parte da minha adolescência ouvindo músicas de reiki com minha mãe, porque fizemos juntas um curso de reiki, então viciamos em músicas reikianas.
Coloco muito músicas do Yanni, Celtic Woman, Palavra Cantada, Adriana Calcanhoto (para crianças), entre outras.
E ela adora... e eu também.
Vale a pena fazer isso, as crianças adoram música, então que seja de bom gosto, não é?


Acreditar ou não?

Vamos falar aqui sobre aquelas superstições para não fazer ou fazer com o bebê, que acredito que todas vocês já ouviram algumas delas, ou até sabem de alguma que não esteja aqui, me mandem.
Eu acredito em algumas, na verdade sabe aquela coisa, tipo assim, não acredito, mais posso até fazer, ou melhor eu escolho as que vou fazer ou acreditar, então, não sei onde me encaixo.
Tem uma que eu fiz logo na maternidade com a Babi, é aquela que a gente pega alguma coisa de ouro (eu usei minha aliança e meu anel de debutante) , e coloca na banheira do primeiro banho do bebê, isso é para o bebê ter prosperidade na vida.
Tem aquela que eu também fiz, é aquela que a primeira roupinha que o bebê tem que usar é amarela, é para quando o bebê em toda sua vida, quando chegar em qualquer lugar será sempre bem vindo.
Tem aquela que não se pode jogar fora o umbigo do bebê quando cair, tem que enterrar. Na verdade essa não sei porque, mais eu fiz também, acredito que seja algo do tipo da terra viemos, para a terra voltemos.
E vamos lá, para algumas outras que eu não fiz, mais cresci ouvindo.
Não pode dar o bebê por uma janela para outra pessoa, minha mãe diz  que somente que não é bom!!! Ok... não farei.

Tem aquela que diz que não se pode amamentar o bebê comendo... essa as vezes eu faço e vi que tenho habilidade de comer com a mão esquerda, rs...
Tô tentando lembrar aqui....

Tem um que acontece direto comigo, mai não tem como evitar, que não pode deixar o bebê arrotar no peito, porque seca o leite. Há Tá, e como se faz para o bebê não fazer isso? Entra num acordo com o bebê? kkkkkHá, lembrei de mais uma, quando colocar água na banheira do bebê e quando for despejar a água fora, tem que ser devagar, sem jogar com força, porque pode dar dor de barriga no bebê. Essa eu faço também... rs!
Ixxi, não consigo mais lembrar de mais nenhuma...
Se vocês lembrarem me mandem...



Meu primeiro Dia das Mães!

Esperei muito por esse dia...
Sempre quis escutar um Feliz dia das Mães...e agora eu posso escutar isso de todo mundo!!!
E estou muito feliz por isso...
Sempre fui apaixonada pela minha mãe, ela é minha fonte de energia e de amor, sempre nos demos muito bem e somos MUITO amigas e espero que eu e minha pequena sejamos assim também. E agradeço a tudo que minha mãe me ensinou nessa vida, e pela educação e amor que me deu.
Hoje estou muito feliz e muito mais chorona que o normal, já chorei umas 4 vezes só de olhar para a carinha da minha Babi.
Fico imaginando quando minha pequena estiver me dando presentinhos da escola, aqueles cartões e caderninhos de receitas, feito por ela... ai Meu Deus, será emoção demais!
E eu adoro ver minha mãe com minha filha nos braços e acho uma coisa mágica, linda demais! E tenho que me segurar para não chorar.
Então, hoje teremos um dia cheio, porque tenho casa da sogra, casa da minha querida mãezinha e depois casa de um tio, onde estarão a família INTEIRA, que não é pequena. E por fim, mais não menos importante, na casa do meu paizão! Ufa... espero que dê certo...
Bom, quero desejar muitas alegrias e carinho nesse dia das mães, curtam suas mães, se elas ainda estiverem com vcs, e curtam e mimem bastante suas mães e suas crias. Não tenham vergonha de amar suas mães e mostrem para todos o quanto ela é importante nas suas vidas.
Que Deus ilumine esse dia maravilhoso...

TE AMO MUITO MÃE!!!


Não basta ser pai, tem que participar!!!

Quando estava grávida eu ficava imaginando se meu marido iria me ajudar com a Babi, mesmo quando ele falava que ia me ajudar que ia ser um pai presente.
E é isso que todas nós mulheres queremos né?
E é assim que funciona aqui em casa, o David me ajuda sempre que pode, e isso é muito bom, porque dá pra eu dar uma respirada, tomar banho e comer sussegada, porque é como minha mãe sempre disse, que depois de virar mãe, a mulher não tem tempo nem de chupar uma laranja, e hoje eu vivo isso todos os dias. Ainda bem que tenho um marido que me ajuda, faz mamadeira, troca fralda e faz dormir quando ela está com cólicas, só banho que ainda ele não deu, mais isso é de menos...
E talvez vocês nem acreditem, mas, meu maridão me ajuda até com as tarefas domésticas, Uhuuuu \o/ (não estou fazendo propaganda!!! rs);
Então, meninas, botem os papais para ajudar sim, nem que seja só para pegar uma fralda, ou segurar a cria enquanto nós fazemos nossos post´s, né?



Cadê minha vaidade? Opa, está aqui ainda, escondida!!!

Eu sempre falei que mesmo com o nascimento da Babi eu continuaria sendo super vaidosa e continuar a me cuidar.
Há tááááááá!!! Quem disse que eu consigo?
Antes vivia de progressiva nos cabelos, e depois quando engravidei era só com o cabelo escovado e sempre fazia hidratação em casa mesmo.
E as unhas sempre feitas e super lindas, e sem falar que vivia sempre, sempre, sempre maquiada. E com a sombrancelha sempre linda.
Agora... Háaáááááááá´(grito, rs) vixe maria, o negócio tá triste...
ma petite poupée aux cheveux noirs. Já que quando ela chorar não Como eu digo, agora não sou mais mulher, sou mãe... porque não consigo mais cuidar de mim, mais isso acontece com todas as mulheres, né? Mais meus dias de largada e relaxada estão com os dias contados.  

Não consigo fazer escova nos cabelos nem ferrando, quando dá é só na franja, e as unhas, só consegui dar uma "sapiada" hoje, na verdade não tirei a cutícula, apenas lixei, e passei uma base, porque estava dando dó...
E a maquiagem quando tenho mais "tempo" eu até faço uma coisa mais bonita, passo base, e sombra, mas quando tenho apenas um 5 minutos, eu passo corretivo para esconder as enormes olheiras de panda que tenho cultivado, pelas noites em claro, passo um blush para dar vida para minha cara pálida, e me encho de rímel, muito mesmo... e um batom e pronto.
Mais semana que vem vou de verdade ir fazer minhas unhas enquanto minha querida mamãe cuida da ma petite poupée aux cheveux noirs.
Vou dar uma renovada... preciso!!! Sou mãe, mais ainda continuo sendo mulher e continuo sendo vaidosa e adorando me cuidar.




Tintura de cabelo, gravidez e amamentação, combinam? =/

Olá, mamães!!!

A dúvida de muitas mulheres grávidas e também foi a minha,é sobre tingir os cabelos.
Eu estava loira quando engravidei, e meus cabelos naturais são castanhos, fiquei sem tingir os cabelos durante uns 4 meses, aí não aguentei e passei um tonalizante pra deixar tudo de uma cor só, porque eu não quis deixar como muitas mulheres fazem e deixam a raiz enorme e tal, mais nada contra quem deixou, ou deixa. Só acho que não tinha nada haver comigo deixar aquela raiz escura enorme aparecendo nas pontas loirissímas.
A única coisa que pode se fazer é passar um tonalizante porque não tem amônia, e um bando de componentes. Apesar que não tem nada provado que tingir os cabelos durante a gravidez faz mal para o bebê, quem vai arriscar? Ninguém, né?
Luzes, reflexos dizem que pode fazer porque não pega na raiz, então não entra em contato com o couro cabeludo e assim não entra na corrente sanguinea.
Nem descolorir os pêlos pode, porque é a mesma coisa.
Há, e as progressivas, alisamentos, relaxamentos e afins... NEM PENSAR!!!
Pois é...eu fiquei sem fazer progressiva, apesar que fazia UM TEMPÃO que eu não fazia, aí engravidei, e aí sim tive realmente que deixar de fazer, né? rs
Apesar que depois de tudo até que eu estava com saudade dos meus cachos, e estou matando a saudade, e sem falar que o bom de cabelos cacheados é que você pode mudar na hora que quiser.
E sobre tingir o cabelo para quem está amamentando também é negado. Eu estou ainda indecisa sobre o que fazer no meu cabelo, acho que vou fazer aquele famoso OMBRÉ HAIR.
Que é fica um charme só, estou querendo mudar um pouco... cansei da minha cara no espelho.
Beijos =)

Meu novo vício!!!

Olá meninas...
Virou febre entre as famosas e agora podemos encontrar fácil, fácil mamães e papais carregando seus filhotes em um sling.
E tem cada um mais lindo que o outro, cheio de charme, várias formar de usar e também algumas coisas que temos que observar é a segurando do bebê. Porque tem vários tipos de sling. Tem aqueles com argolas grandes, tem com fecho de velcro, entre outros.
Antes viamos nas ruas da cidade de São Paulo, aquelas chinesas carregando seus bebês em panos amarrados nas costas, juro que achava estranho, mais não deixava de achar super interessante, e me preocupava com o bem estar do bebê e ficava me perguntando se era seguro, se era confortável. Há, e tinha aquele outro que também era conhecido por várias mamães, é aquela espécie de cadeirinha que a criança fica com as pernas abertas, lembram? E ouvia dizer também que esse tipo não era aconselhavel, porque "deformavam" as perninhas da criança.
Enfim, eu estou apaixonada por esse objeto maravilhoso e super charmoso, que é o sling.


Achei um site super legal, onde tem VÁRIOS modelos e para todos os gostos, e num preço bacana. E vou ganhar do meu pai dois modelos de dia das mães ( o meu 1º dia das mães), esolhi um modelo liso e outro numa estampa suave. Aí vocês me perguntam, Pra que dois? Eu quis dois pelo simples fato de usar um dentro de casa para fazer tudo que preciso com as mãos livres, como tarefas domésticas, e o outro é para bater perna com minha princesa, rs.
E sem falar que o tal sling é super recomendado pelos pediatras.
Da uma olhada nesse video...
Beijos...

Como voltar ao peso depois do parto?

Pois é meninas, todas gestantes engordam durante a gravidez, o mais normal é de 9 a 12 kg. Mais tem algumas gestantes que passam disso, assim como eu .=/ E sem falar naquelas famosas que engordam apenas a barriga, chega a dar inveja, né?
E o pior é saber que esses kilinhos não somem da noite pro dia, fácil é ganha-los. Engordamos durante a gravidez porque precisamos para acumular nutrientes para amamentar nossas crias, mais isso não significa que devemos comer feito umas loucas, com a justificativa de estar esperando um bebê. Não vão nessa de estar comendo por dois, quando na verdade o jeito mais "correto" é, estar comendo para dois.
Logo após o parto perdemos aproximadamente 8 kilos, isso conta com o bebê, com a placenta, com o líquido, e tudo aquilo que está em nossas barrigas. Então, isso já serve de estimulo para não entrarmos em desespero por estarmos fora de forma e sem falar por ainda parecer que estamos grávidas, pelo tamanho da barriga, e é aí que está a importância da cinta, e que muitas e acredito que a maioria das mães não querem usar, ou pelo incomodo que é usar, ou por pura preguiça mesmo, já eu uso todos os dias e até chego a dormir com ela. A cinta ajuda a colocar os orgãos no lugar e ajuda no inchaço chato. Como um priminho meu disse a sua mãe, ao me visitar no hospital; Mãe, a Carol ainda está barriguda!!!
Agora o período certo para voltar o peso de antes, depende de cada mamãe, já que tem algumas que já eram magras antes de engravidar, ou seja, as que não tem tendência a engordar, voltam BEM mais rápido. Já as que já estava fora de forma antes de engravidar e ainda por cima tem tendência a serem gordinhas, que é meu caso, demoram mais sem dúvida. Mais o que serve de consolo para nós é que amamentar perde em média de 700 calorias... Uauuuu!!! Então, meninas vamos ficar com os filhotes pendurados no peito literalmente.
A melhor coisa a se fazer quando estiver planejando o bebê, é manter a forma, se alimentar bem e claro fazer um exercício. Eu estava fora de forma, tinha engordado alguns kilos antes de engravidar, então durante a gravidez eu engordei bastante. =/ Mais só no parto perdi 7 kilos, isso mesmo 7 kilos!!!
E durante a gravidez, mais não todo período da gestação, eu fiz hidroginástica, que foi muito bom, para minhas costas, porque tenho escoliose e com a gravidez e aumento de peso, pioram as dores, e também para o chato inchaço gestacional que me incomodaram muito, porque comecei a inchar os pés e tornozelos com apenas 4 meses de gestação. E a hidro ajuda bastante, sem falar que relaxa e ajuda na respiração, que ajudará durante o parto.
O que eu tenho feito é caminhada, já que correr ainda não posso, mais pretendo voltar para a hidro, yoga que da pra praticar junto com os bebês, ou pilates, ainda não me decidi. Já marquei uma consulta com um endocrinologista para me passar alguma dieta para mamãe que estão amamentando.
Quero muito voltar o peso de antes, na verdade o peso de bem antes de engravidar, já que eu estava fora de forma quando engravidei.
Força meninas...


Aleitamento materno

Todas as mulheres sabem o quanto é importante dar apenas o leite materno, até o 6  meses de idade. E sempre foi meu sonho também, ficava imaginando como deveria ser amamentar nossa cria, deveria ser magnífico, coisa de Deus mesmo, é pra sentir uma mulher maravilha, por poder dar ter o alimento mais precioso para os bebês... o leite materno.
É, mais passei por um sufoco e desespero, prestes a ver meu sonho desmoronar na minha frente.

Meu leite demorou 4 dias para vir, e a Babi não mamava direito, porque só tinha colostro e quase nada de bico, nós duas sofremos nessa. Uma porque ela sugava e nada vinha pra ela e outra ela machucava meu seio, deixando cheio de machucadinho, que na hora do banho eu quase morria.
Continuei tomando plasil como o médico pediatra do hospital me receitou, mais foi no quarto dia, que lembrei de um remédio que minha prima Roberta tinha usado para o leite descer. É um spray nasal que chama syntocinon, que se deve usar 5 minutos antes de cada mamada e esse remédio tem que ficar na geladeira. Usei em numa noite, e de manhã eu tinha leite... uhuuuu \o/ Dei pulos de alegria e meti o peito na pequena cabeluda... Isso que eu ficava usando a tal concha que é uma maravilha e eu recomendo pra todo mundo. Assim, não molha a blusa, e o melhor faz o tal bico para a pega do bebê.
Então, voltando ao assunto do spray nasal, é uma maravilha que funciona mesmo.
Mais tive uma notícia ruim na primeira consulta com a pediatra da Babi, a Dr. Daniela, ela me disse que a Babi dormia muito porque poupava suas energias, porque ela tinha emagrecido muito, e isso preocupou a Dr. e  a mim também, tanto que sai aos prantos do consultório.
E assim, a Dr. indicou o leite de industrializado, para complementar,porque ela estava perdendo muito peso e não podia continuar, já que minha filha estava passando fome.
Sai chorando do consultório porque minha filha estava emagrecendo porque estava passando fome, porque não estava mamando direito e porque meu sonho de dar apenas leite materno até o 6 mês, estava indo por água baixo.
Mais fui pensando melhor com a ajuda do meu marido e da minha mãe, que tentavam me consolar, dizendo que a Babi precisava engordar urgente, que era para o bem dela. Então fui me acostumando com a ideia de dar peito e complementar com o leite industrializado.
E não é que funcionou mesmo, a pequena ganhou peso rápido para alegria da Dr. Daniela junto com a nossa.
Mais agora ela quer mais o peito do que mamadeira...
Fiquei com medo, porque muita gente diz que se der mamadeira, o bebê não pega mais o peito. E a pediatra me explicou que se ela não fez a confusão de bicos (é assim que chama), com a chupeta e o peito, ela não faria com a mamadeira e o peito. E graças a Deus ela realmente não fez, e continua mamando no peito.
Já sobre a chupeta, ela pegou logo na maternidade, e foi bom porque ela se acalma com ela... e não pega sempre. Tem os momentos certos para ela segurar a chupeta e parar de cuspi-la. Ela pega quando está com sono, mais dormindo joga fora, e depois do banho, na verdade durante o banho ela fica com a chupeta.
E claro que temos que observar na embalagem da chupeta a idade correta para o bebê e também se é ortondôntica. SEM FALAR O MAIS IMPORTANTE QUE AS MAMÃES QUE AMAMENTAM, PERDEM PESO MAIS RÁPIDO, PARA NOSSA ALEGRIA... HUHUUUU!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Licença Creative Commons
O trabalho Mundo cor de rosa de Babi de "Mundo cor de rosa de Babi" foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Brasil.